Origens de Roma

Texto enviado pela Gabriela, do 6o C, e que coloco aqui para todos lerem.

Quem tiver algum texto legal sobre Roma pode mandar que também será publicado.

Até mais.

* * *

Entre os séculos X e VIII a.C. , a população da Península Itálica consistia de dois principais grupos itálicos: os osco-úmbrios e os latinos. Latim Vetus era o antigo território dos latinos (atualmente o sul do Lácio. Na proximidades estavam os volscos, sabinos, aqueus, rutulianos e ausonianos. Ao norte de Roma estavam os não indo-europeus etruscos.

Os latinos originalmente ocupavam a Colli Albani (montes Albanos), a atual Castelli, entre 30 e 80 quilômetros a sudeste do monte Capitolino. Mais tarde eles se mudaram em direção aos vales, que tinham melhores terras para o gado e para a agricultura.

A área em torno do rio Tibre era particularmente vantajosa e oferecia recursos estratégicos notáveis, já que o rio era uma fronteira natural em um lado, enquanto as colinas proviam uma posição defensiva segura no outro lado. Este posição teria capacitado os latinos a controlar o rio (bem como o tráfego comercial e militar sobre ele), do ponto natural de observação na ilha Tiberina (a ilha em frente ao atual Trastevere).

Além disso, o tráfego terrestre, uma vez que Roma estava na intersecção das principais rodovias vindo de Sabinun (no nordeste) e Etrúria (no noroeste). Supõe-se que o desenvolvimento da cidade iniciou-se em pequenas vilas separadas no alto das colinas, que se juntaram depois para formar Roma.

Embora estudos recentes sugerem que o Quirinal era a colina mais importante nos tempos antigos, parece que a primeira colina a ser habitada era o Palatino (portanto confirmando a lenda), que era também o centro da Roma antiga. Seus três picos, colinas menores (Palatino, Viminal e Germalus) unidos aos três picos do Esquilino (Oppius, Cispius e Fagutal), e então as vilas sobre a colina Celio e Suburra (entre o atual monte Rione e a colina Oppius) juntaram-se a eles.

Estas colinas tinham nomes expressivos: Celio era chamada Querquetulanus, de quercus (carvalho), enquanto Fagutal aponta para florestas de nozes, de fagus=noz. Recentes descobertas revelam que Germalus, na parte norte do Palatino, era o local de uma vila (datada do século IX a.C.) com choupanas circulares ou elípticas. Era protegida por uma muralha de terra (talvez reforçada de madeira), e é provável que este seja o local real da fundação de Roma. O território dessa federação era cercado por uma fronteira sagrada chamada Pomério, que enclausurava a chamada Roma Quadrata (Roma Quadrada). Esta teria sido estendida com a inclusão do Capitolino a ilha Tiberina no tempo que Roma tornou-se uma cidade fortificada. O monte Esquilino era uma vila-satélite que foi incorporada no tempo da expansão por Sérvio Túlio.

Festivais para o Septimontium (literalmente “das sete colinas”), no dia 11 de dezembro, foram no passado considerados relacionados à fundação. Porém, como 21 de abril é a única data de fundação comum a todas as lendas, tem sido recentemente argumentado que Septimontium era mais provavelmente relacionado com as primeiras federações entre as colinas romanas; uma federação similar foi, de fato, celebrada pelos latinos em Cave (uma vila ao sudeste de Roma) ou no Monte Cavo (em Castelli).

De acordo com o historiador Francis Owen em “Os povos germânicos”, o povo que colonizou Roma pode ter sido imigrante de fora da península Itálica, possivelmente derivado do mesmo grupo que formou os celtas ou germânicos . Traços da população fundadora seriam evidentes na aparência da aristocracia na época da República. e acordo com Owens, as evidências disponíveis na literatura romana, nos registros históricos, nas estátuas e nos nomes pessoais mostram que na aparência física a aristocracia romana diferia da maioria da população do resto da península. os registros descrevem uma grande quantidade de personalidades históricas como loura. Adicionalmente, 250 indivíduos são registrados com o nome de Flavius significando “loiro”, e há muitos chamados Rufus e Rutilius, significando cabelo vermelho ou avermelhado. Os seguintes deuses romanos são citados como de cabelos loiros: Cupido, Apolo, Aurora, Baco, Ceres, Diana, Júpiter, Marte, Minerva e Vênus.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: